segunda-feira, 4 de junho de 2012

Vem ser, mais eu, você











“Entre o vermelho e o verde: cinzas, brancos, rosas, pérolas e lilás”.  Essa frase do Poeta Zeto outro dia deu-lhe um murro na minha fuça que não foi brincadeira não. Entre o vermelho e o verde? Entre o pare e o siga... quantas possibilidades existem entre o certo e o errado? Cinza, brancos, rosas, pérolas, lilases, a mulesta toda! 

De fato, quando o semáforo da vida dá uma doida daquelas bem dada, pra que nos serve o vermelho e o verde? O Poeta Carlos Pena Filho, por exemplo, ao invés de vermelho ou verde, só se preocupava mais com Azul no mundo, como no seu “então pintei de azul os meus sapatos por não poder de azul pintar as ruas”. Ora, pra que, semaforaticamente, então, se ater ao vermelho ou ao verde? Ao parar ou seguir...

O Poeta Junior do Bode já dizia: “Cuia de Poeta cego tem verso de toda cor” e, Senhores, se além de Poeta eu mal-costumo me cegar de sentimentos... Dêem-me licença: que venham azuis, cinzas, brancos, amarelos, pérolas, marrons e todas as cores possíveis. Faz tempo que entreguei um pincel banguela e uns potinhos de tinta pro meu coração, e esse infeliz “Todo dia muda a cor do quadro da minha vida”. 

Um angustia cinza, uma saudade acastanhada, uma paixão vermelha, um luto preto, uma esperança verde, um sorriso amarelo, um amor azul, um brilho no olhar branco... que seja! Que “todo dia mude a cor do quadro da minha vida”.

Mas ainda entre o vermelho e o verde, mais uma vez, meu muito obrigado à Bruna Alves por ter colorido com sua voz acavaladamente bonita esses meus versos incolores.














Deixa clarear meu coração nublado...
Deixa que o amor entre por outro lado
O que há de errado
Em sonhar em ser feliz?

Quero teu sorriso me sorrindo inteira
Quero a minha a mais, bem mais que verdadeira
Ser tua primeira
E derradeira diretriz

O céu abriu pra esquentar meu peito
Vem ser, mais eu... nós dois de todo jeito
Vem me amar, vem me beijar, me endoidecer
Vem ser, mais eu, você!

2 comentários:

Rogério disse...

Parceria fenomenal!

Amanda ROCHA BARBOSA disse...

Caramba, que música!
Comentei com a Bruninha que essa canção provoca um friozinho na barriga rs. A voz linda e serena ao som do violão... realmente uma parceria fenomenal.
Parabéns e sucesso!!!