domingo, 24 de fevereiro de 2013

Teu pelo menos












Nunca curvei a postura
Mantive os passos serenos
Já tu perdeste a candura
Com tantos atos pequenos
Mas Deus é justo, é exato,
Pra me dar amor de fato
Levou-me teu  ‘pelo menos’!

Dublin, 03/12/2012.

Um comentário:

Milene Cristina disse...

É só na despedida que se percebe o que realmente se perdeu, o que não se via se torna grande nos fazendo incapazes de dizer adeus!! Adorei seu blog, um abraço :)