sábado, 14 de março de 2009

Cortinar do Picadeiro



O teu circo s'expandiu
Quando a lona foi trocada;
E você não mais sorriu
Na graça mais engraçada,
Deixou-me sem serventia
- Palhaço, sem alegria,
Chorando na palhaçada!

Mas hoje, enxugando a vista
Vou dar a volta por cima
Vou me tornar trapezista
Que no alto se sublima;
Nunca mais vou ser palhaço,
Vou ser um homem de aço
Brilhando em sua retina

E quando você me ver
Quem vai chorar é você
Quando eu fechar a cortina!

João Pessoa, 12/03/2009.

2 comentários:

Roserlei disse...

POETA Jesse...nunca o perdi de vista.

Prá que a sua sensibilidade analise.
Abraços.Roserlei
Sonho De Um Palhaço
Byafra
Composição: Antonio Marcos

Vejam só...
Que história boba eu tenho pra contar
Quem é que vai querer me acreditar,
eu sou palhaço sem querer

Vejam só...
Que coisa incrível o meu coração,
todo pintado e nesta solidão
espera a hora de sonhar

Ah...o mundo sempre foi um circo sem igual
onde todos representam bem ou mal
onde a farsa de um palhaço é natural.

Ah...no palco da ilusão, pintei meu coração
entreguei, entreguei amor e sonho sem saber
que o palhaço pinta o rosto pra viver...

Vejam só...
E há quem diga que o palhaço é,
no grande circo apenas um ladrão
do coração de uma mulher...

welma disse...

uia!
todo homem é um palhaço? certo Roserlei?
rsrsrss

Jessé...
gostei dessa!!!
=**