quinta-feira, 19 de março de 2009

Transversão

Hoje te vi
Tão diferente
Que um bem-te-vi
Cantou contente...

O Triste olhar
Dos olhos seus
Foi sem chorar,
Nem disse adeus;
E sem aviso
Fez-se um sorriso
Que florescia
Noutra existência:
Na veemência
Da alegria!

A luz solar
Brilhou mais forte,
E o seu andar
Criava um norte.
Nada de dor,
Toda de amor;
Quando sorria,
Em claridade,
Felicidade
Dela emergia!

Cabelo ao vento
Passo preciso
Num tempo lento
Já sem juízo
Que quase para
E se escancara
Pr’essa mulher,
A qual não chora
E hoje aflora
Meu “bem me quer”!

João Pessoa, 19/03/2009.

3 comentários:

Carolina disse...

=D
Jessezinho, adorei !!!
beijosss

welma disse...

adorei!!
=DDD
mais uma das boaaaaas!

=**

Roserlei disse...

Querido Jesse....boa noite!!!!

lindo ...lindo....lindo....

beijos,com ternura....
Roserlei