quinta-feira, 6 de maio de 2010

Divagações



Se o sol deita no mar,
por que que não se apaga?
Se permanece a queimar,
por que que não ferve a água?
Se a chuva só enxágua,
por que o açude encheu?
E a nuvem que choveu
secou no mesmo segundo?
Quem sabe menos do mundo
sabe muito mais que eu!

Por que se teme o escuro
se é assim dentro da gente?
É verdade que o futuro
mora de frente ao presente?
Como saber realmente
se ganhou-se ou se perdeu?
Foi à maré que encheu
ou o mar já era fundo?
Quem sabe menos do mundo
sabe muito mais que eu!

Por que a batata doce
não sofre de diabete?
Por que que um sonho bom
nas noites não se repete?
Como quem nunca compete
pode dizer que venceu?
E todo o amor que morreu
deixa o peito infecundo?
Quem sabe menos do mundo
Sabe muito mais que eu!

João Pessoa, 05/05/2010.

2 comentários:

Neto Apolinario disse...

Acho que todo mundo sabe mais do que eu
sahuashuahsuhasuhas

Esse vai pro meu perfil do orkut

=D

Roserlei disse...

Poeta ...MININO JESSÉ
... não sabemos nada.....somos eternos aprendizes nessa escola da VIDA ....que VIVE ... a nos pregar peças....
Abraço