quarta-feira, 6 de maio de 2009

Cinco

Já se foram cinco meses
Que juntamos nossos mundos;
Doze milhões novecentos
E sessenta mil segundos
Passados tão velozmente
Quanto a estrela cadente
Que voa no breu profundo

Foram cinco meses rasos
Com recorde mundial
E Cento e cinqüenta luas
De brilho tão magistral
Construindo a cada dia
Cinco meses de magia
Contra tudo que é real

Para meus cinco sentidos
Foram cinco meses latos
Onde apurei a visão,
Meu paladar, meu olfato;
Aprendi a te escutar,
Mas não vou te enganar
Que gostei mesmo do tato!

Ah! Cinco meses contados
Para cada operação
Sorrisos multiplicados
Somada nossa paixão
E a Tristeza ou aflição
Quase toda dividida
Ou então subtraída
Do nosso “um só coração”

Foram cinco meses simples
De noites enluaradas
Onde cinco pingos d’água
Anunciam chuvarada
E estejas preparada
Que uma coisa é certeira
Passamos só a porteira,
Começa agora a estrada!

João Pessoa, 05/05/2009.

4 comentários:

Carolina disse...

^.^ adorei Jessezitz
=*

welma disse...

mais das muuuuuito boas!
=**
PARABAÉNS AO POETA!

João Felipe disse...

mermããão..
inspiração da porra foi essa?

assim num tem namorada que num se apaixone!
Carol se derrete.
kkkkkkkkkkkkkkkkk

abraço

larissa disse...

lindo lindo!!!

felicidades...

=D