sábado, 5 de julho de 2008

A querença do Sol mais a Lua

A Lua alumia a noite
Com muita propriedade,
Alimenta o lusco-fusco
Cintilando a claridade;
Mas a lua se sozinha
Sem o Sol pela cozinha
Não brilhava de verdade!

Pois o Sol, astro maior
Pela Lua apaixonado
Vendo seu corpo celeste
Fica todo atrapalhado
E pra lhe dar alegria
Faz assim à noite e o dia
Dividindo seu reinado!

É o Sol que a luz empresta
Pra sua amada senhora
Caiar o breu do escuro
Da noitinha à aurora
E a Lua exibida
Reflete a luz recebida
Enquanto o Sol a namora!

João Pessoa, 05/07/2008.

Um comentário:

vitoria disse...

Esse foi o q eu mais gostei... Agora, me viciei em fikar lendo o q vc escreve! mt bom msm viu!