segunda-feira, 22 de setembro de 2008

Amanhã o Hoje Chega!

O sapateiro do Destino

Quando numa certa vez

Contou-me que seu freguês

Não batia bem do tino

Falou que era um menino

Fresquento e malamanhado

Com um Dom do encantado

E sintoma de invejoso

Que por ser um poderoso

Era muito do empolgado


E o barbeiro do Futuro

Disse que o antecipado

Embora mais recatado

E um tanto obscuro

Só aparenta ser duro

Mas é extremo feliz

Que em tudo é aprendiz

Pois anda num tempo à frente

Com o Destino da gente

Torcendo a ele o nariz

(Jessé Costa)

Um comentário:

Roserlei disse...

Menino....

AMANHÃ, O HOJE CHEGA...nada mais precia ser dito.
FUTURO,PRESENTE ,PASSADO .. e o SER HUMANO, agente da HISTÓRIA.

ABRAÇO,
Roserlei