quinta-feira, 9 de outubro de 2008

Oitavas de Intenções

Sopapo de belezura
Um carnegão de lindura
Tutano da formosura
Enxame de perfeição
Doidiça da natureza
Retrato da Majesteza
Do meu Deus outra proeza
Pipoco de encantação!

Compasso do dançarino
Paixões de um eu menino
Um luminar celestino
Que desce na contramão
Um paquerar perigoso
Um agarrado gostoso
Suspiro que beira um gozo
O bom da fornicação!

O cupim da falsidade
Mestra em amorosidade
Doutora em felicidade
PHD em paixão
Naquele jardim florido
Sois um riacho corrido
Que dá o tom colorido
Do mundo na minha mão!

(Jessé Costa)

2 comentários:

welma disse...

URUUUUUUUU!!!!!
adoreiiiii...

cada vez melhor no vocabulário, hein?!!
adoreiiiiii de verdade!!!

xeru patu!

Roserlei disse...

Jesse...minino que lindo..

..cada vez melhor mesmo.
vá por aí...seu caminho está dentro do coração e talhado na alma.
Você é um construtor de poesias.
A pá que ordena suas idéias é ILUMINADA.
Abraço,
Roserlei