quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Lua, sol e arrebol



Meu coração é a lua
Que cercada de estrelas
Rejeita uma por uma;
(Todas tem, mas não quer tê-las!)
Tem essa riqueza enorme
Mas nem liga em perdê-las.

Meu coração é a lua
Que tem raiva do pernoite,
Pois tem o céu só pra si
Mas amargura o açoite
De, o sol, não ter consigo
Juntinho dela de noite!

E você, meu lato amor,
É justamente esse sol
Que vive me dando luz,
Muito mais que um farol,
Mas que quando chego perto
Se esquiva no arrebol!

João Pessoa, 01/12/2010.

Um comentário:

Roserlei disse...

Minino poeta Jessé...LINDOOOOOOOOOOOOOOOO seu poema.Já estou há muito redundante em sua página.
Abraço.