sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

A querença do Mar pela Terra



Caminhando à beira-mar
Perguntei ao Céu nublado
Por que vez por outra o Mar
Amanhece ressacado
Querendo a Terra tomar
Meio que desesperado

Pois, com um riso de lado,
O Céu pôs-se a me contar
Que o Mar assim faz guerra
Quando um Vento vem de lá
Beijar a face da Terra
E com ela namorar

E mais em particular
Fez-me o confidenciado
Que o Mar é totalmente
Pela Terra apaixonado
Porém não possui altura
Para tê-la em seu reinado

Mas sempre que um Vento vai
Todo alísio e ateado
Beijar a face da Terra
O Mar logo ali ao lado
Bebe todas, enche a cara
E acorda ressacado!

Timbaúba, 30/12/2010.

Um comentário:

Roserlei disse...

Minino Poeta Jessé...BOM DIA!

..VEJA ISSO...você é iluminado.
"Que o Mar é totalmente
Pela Terra apaixonado".
..adorei seu poema...sou apaixonada pelo MAR e sempre observei esse poder que ele tem de tocar a Terra e recuar com respeito,mesmo sabendo,que ele é poderoso e pode tomar tudo.
"FELIZ 2011 COM MUITA POESIA"
"SUCESSO SEMPRE"
Abraço