segunda-feira, 21 de abril de 2008

Vai que é tua Taffarel!

Dou-le um cheiro no cangote
Uma lambida na zurelha
Passo a mão no seu pacote
E te ponho toda esguelha
Só num estranhe meu papel
Pois de tu só quero o mel
Que’u sou feito uma abelha


Que’u sou feito uma abelha
E de tu só quero o mel
Tire a pulga das zurelha
Num estranhe meu papel
Que'u vou te pegar pegando
Cum povo todo gritando
Vai que é tua Taffarel


E é com o povo gritando
Vai que é tua Taffarel
Que'u vou chegar abafando
E vou te Levar pra o céu,
Vou te deixar empolgada
Cum cabo da minha enxada
Com minha dança do créu

(Jessé Costa)

2 comentários:

Joyce Beltrão disse...

Jesséee!! Fala sério...minha perna é demasiado curta né?? Humf! ¬¬

Ei, ei...só tá faltando um "dedicado à" nesse post!! lalala

Achei a caaara de uma certa pessoa...lalala

=*

Tálita disse...

Que obsceno!!!!

hauahuhauha