sábado, 14 de junho de 2008

Ao Inexorável, sua Inoxidável

A todo homem que se julga forte
E acha ser um macho inabalável
Reserva-se destino inevitável
De ter no coração um fundo corte
Pois este que abusa de sua sorte
Humilhando corações de outrem
Há de apaixonar-se por alguém
Que no seu jeito faz parede-meia
E é aí que a coisa fica feia
Pois pra madama ele é um ninguém

(Jessé Costa)

2 comentários:

welma disse...

atendendo ao pedido !!!!

nesse "tá faltando alguma coisa!!!"

quando eu descobrir, eu te conto ...rsrss

mah disse...

gostei demais viu Jessé!!!
legal mesmo
;D